22 de mai de 2017

Atraca na Chima a Automação Portuaria

O Porto de Qingdao  e o oitavo no mundo na movimentação de contêineres , o terminal New Qianwan automatic container  terminal  ,o primeiro terminal de container   totalmente automatizado da Ásia,  uma mudança que é susceptível de revolucionar a vida na cidade onde se estala tal empreendimento ,foi rotulado pela comunidade portuária local de cais da retaguarda fantasma .O ser humano e sentido  nas vias de acesso ,dirigindo os caminhões e trens que passam pelo terminal .


Agora a moda é otimizar o tempo de descarga mesmo em lugares onde ele já é excelente. A China está usando automação, e inaugurou um terminal no Porto de Qingdao que é pura ficção científica.

Primeiro, os números. O terminal tem capacidade de manipular 5,2 milhões de TEUs, para dar uma ideia, o Porto de Santos movimentou em 2016 3.564 .124TEUs .O Porto de Qingdao inteiro manipula anualmente 17.510 milhões de TEUs.
O terminal preparado para operar os super.  navios porta-containers , com 24 mil unidades.

E tudo operado de mesas inteligentes , os postos de trabalho foram reduzidos em 70% , pois não há mais necessidade de operadores de caminhão, operadores de RTG e Porteiner de conferentes ,operadores de gate e trabalhadores de capatazia  ,antes da automatização para operar um navio do gate passando para o pátio e costado eram necessário 60 estivadores , neste modelo apresentado somente 9 estivadores para fazer a operação .Tenho que salientar que o trabalho abordo  de apeação e desapeação container continua com o mesmo contingente de trabalhadores .A noite é capaz de trabalhar na escuridão completa .
Os equipamentos automatizados são Porteineres  STS ,RTGs ,veículos de transporte  e instalado em uma plataforma de amarração existente no STS (Sistema de amarração automático, ALS).


O terminal foi inaugurado com o navio  COSCO France em 11 de maio de 2017.


"A velocidade da China" também é um fator chave na eficiência de custo do projeto. Levou apenas três anos para o terminal ser construído a partir do zero.


https://news.cgtn.com/news/3d637a4e31677a4d/share_p.html


Nenhum comentário:

Postar um comentário